domingo, 22 de julho de 2012

Reflexo sou eu

Sou um reflexo perdido;
Que se desvanece nas ondas,
No cair de uma pedra na calmaria
Das águas de um rio.
Sou um reflexo do tempo;
E dos ensaios da vida.
Rosto marcado, desluzimento,
Pelos caprichos de sua senhoria.
Sou um reflexo do nada.
Do que poderia ter sido e não foi.
Das palavras certas e não ditas,
Da lembrança distante que mói.
Sou um reflexo de tudo.
Das portas que se fecham,
E das janelas que se abrem
Tímidas para o monte rudo.
Sou um reflexo do amor.
Do coração livre e aberto,
E da entrega do espirito
Com certeza e desaperto.
                                                           Susanna Rush

4 comentários:

lilisinha disse...

Olá querida amei tua poesia tanto que tomei a liberdade de postar no faacebok. Obrigado pelo carinho.
Bjos Carinhosos

Susanna Rush disse...

Oi Lili, obrigado pelo seu carinho também. Desejo do fundo do coração que tudo corra bem com você.
Beijo Grande.

Porque um dia me perdi... disse...

E deixa-me que te diga...és um reflexo lindo

Susanna Rush disse...

Agora até ruborizei!